Alto diplomata dos EUA visita Ásia em Janeiro

Actual conjuntura na Coreia do Norte está na origem de périplo de representante diplomático de Washington pela Ásia no início de Janeiro

O secretário de Estado adjunto para as questões da Ásia Oriental e Pacífico, Kurt Campbell, visita as capitais da República Popular da China, da Coreia do Sul e do Japão entre 3 e 7 de Janeiro de 2012, anunciou o Departamento de Estado.

Na origem desta viagem estão "os mais recentes desenvolvimentos envolvendo a Coreia do Norte". A primeira paragem será em Pequim, principal e determinante aliado do regime de Pyongyang. Na capital chinesa, além da questão norte-coreana, serão abordados outros temas ligados à conjuntura regional e aos "desafios globais" da actualidade, refere a nota do Departamento de Estado.

Kurt Campbell deslocar-se-à em seguida a Seul para "consultas sobre a aliança" com a Coreia do Sul. A primeira deslocação de um alto diplomata dos EUA à região após a morte de Kim Jong-il concluir-se-à com uma passagem por Tóquio.

A visita de Campbell aos três Estados asiáticos envolvidos, em conjunto com a Coreia do Norte e Rússia, nas negociações a seis sobre o programa nuclear do regime de Pyongyang antecede um encontro de alto nível "possivelmente na terceira semana de Janeiro" em Washington, foi anunciado por fonte diplomática de Seul.

O tema do encontro de Washington será precisamente o programa nuclear da Coreia do Norte, referiu a mesma fonte.

As negociações sobre o nuclear norte-coreano estão suspensas desde 2009, por iniciativa de Pyongyang.

Houve algumas tentativas de reactivar o processo pouco antes da morte de Kim Jong-il, mas o seu desaparecimento veio bloquear o processo.

A rápida sucessão em Pyongyang, com a entronização de Kim Jong-un, criou a expectativa de ser possível retomar as negociações a curto prazo, defendeu fonte diplomática sul-coreana.

Anteriores expectativas desta natureza revelaram-se infrutíferas, em geral.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG