TPI permite julgamento de filho de Kadhafi no país

O procurador do Tribunal Penal Internacional (TPI) disse hoje que Seif al-Islam, filho de Muammar Kadhafi, pode ser julgado na Líbia, mas sugeriu o envolvimento de juízes do tribunal durante o processo.

Luis Moreno-Ocampo deslocou-se hoje a Tripoli para conversações com os novos líderes líbios sobre os seus planos para Seif al-Islam Kadhafi, capturado sábado no sul da Líbia e que permanece detido na cidade montanhosa de Zintan, a sudoeste da capital. "Seif foi capturado e estamos aqui para assegurar cooperação", referiu aos jornalistas o procurador do TPI após a sua chegada à capital do país do norte de África.

"Caso eles [os líbios] se responsabilizem pelo caso, vamos discutir a forma de informarem os juízes, e podem fazê-lo, mas os nossos juízes têm de ser envolvidos". Em paralelo, o Comité internacional da Cruz Vermelha (CICR) anunciou que "dois delegados" conseguiram encontrar-se hoje com Seif al-Islam em Zintan.

"O encontro prologou-se por uma ou duas horas (...) ao início da tarde", precisou um porta-voz do CICR. O mesmo responsável acrescentou que o filho do antigo líder líbio, e que era apontado como o seu sucessor, "parecia de boa saúde".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG