Imigrantes morrem à sede no deserto do Sara

Pelo menos 35 de 60 pessoas que seguiam do Níger para a Argélia morreram de sede ao atravessar o deserto do Saara.

"Alguns viajantes relataram que viram na estrada e contaram até 35 cadáveres, na sua maioria de mulheres e crianças", declarou à AFP o governador de Arlit, uma cidade no norte do Níger.

Dois veículos com 60 passageiros saíram de Agadez, a maior cidade do norte do Níger, no dia 15, em direção ao sul da Argélia. Um desses veículos avariou, levando a que o outro partisse sem passageiros, em busca de auxílio. Os passageiros com sede dispersaram-se em pequenos grupos à procura de água. Após dias de caminhada, cinco sobreviventes conseguiram chegar a Arlit e alertar as autoridades.

Dos 60 passageiros, só 19 conseguiram chegar a Arlit. Cinco cadáveres - duas mulheres e três adolescentes - já foram encontrados, indicou à AFP um polícia nigerino.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG