Hollande pede "um plano global" contra grupo Boko Haram

O presidente francês, François Hollande, apelou hoje à Nigéria e países vizinhos para adotarem um "plano global" contra o grupo islamita Boko Haram, durante uma cimeira realizada em Paris.

"O Boko Haram tornou-se uma grande ameaça para toda a África Ocidental e agora também para a África Central", sublinhou Hollande, afirmando que o grupo "tem ligações à AQMI (Al-Qaeda no Magreb Islâmico) e outras organizações terroristas".

"Deve ser posto em prática um plano global que permita trocar informações, coordenar ações, controlar fronteiras e agir de forma adequada", defendeu o Presidente francês durante um almoço, no Palácio do Eliseu, com os seus homólogos da Nigéria, Camarões, Chade, Níger e Benim.

"O Boko Haram tem uma estratégia anticivilizacional de desestabilização da Nigéria, mas também de destruição dos princípios fundamentais da dignidade humana", afirmou Hollande, apontando como "prova disso" a ameaça feita pelo líder do grupo, Abubakar Shekau, de escravizar as mais de 200 raparigas raptadas pelo grupo numa escola nigeriana há cerca de um mês.

A cimeira no Eliseu reúne a Nigéria, países vizinhos e representantes dos Estados Unidos, Reino Unido e União Europeia.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG