Governo português considera morte de Kadhafi "fim de uma era de violência e repressão"

O Governo português considerou hoje em comunicado que a morte do ex-líder líbio Muammar Kadhafi representa o fim de uma "era de violência e repressão" e manifesta a esperança na construção de uma nova Líbia livre e democrática.

"O Governo Português tomou conhecimento da morte do Coronel Kadhafi que representa o fim de uma era marcada pela violência e repressão", refere o texto.

"Espera-se que o conflito militar possa agora chegar ao fim permitindo ao povo líbio e aos seus dirigentes a construção de uma nova Líbia livre e democrática, num processo que deve ser inclusivo e permitir a reconciliação nacional", acrescenta o comunicado do executivo.

O governo de Portugal manifesta ainda a sua disposição, em conjunto com a comunidade internacional, "para apoiar a Líbia nesta nova fase da sua história, reiterando uma vez mais o seu incondicional apoio à soberania, independência, integridade e unidade territorial daquele país.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG