Ganeses foram ver o futebol e pedem asilo ao Brasil

Cerca de 250 cidadãos do Gana entraram no Brasil no mês passado, com visto de turista, para assistir ao Mundial de Futebol e acabaram por pedir asilo ao governo brasileiro.

A revista Veja fala em 150 ganeses, mas a Agência Estado, o Globo e outras fontes dizem que são cerca de 250 os cidadãos que pediriam asilo ao Brasil.

Os ganeses terão entrado no país por Natal, Fortaleza e Brasília, cidades onde se realizaram os jogos da seleção do Gana, e depois seguiram para o sul à procura de trabalho. Segundo a imprensa brasileira, eles estão neste momento a dirigir-se para Caxias do Sul (Rio Grande do Sul), onde a Polícia Federal consegue atender mais rapidamente estes casos e tem uma estrutura de acolhimento, o Centro de Atendimento ao Migrande (CAM), ligado à igreja católica. Este município já acolheu nos últimos mais de 3 mil haitianos e senegaleses.

Dos cerca de 250 refugiados registados até agora há apenas duas mulheres. A maioria deles viaja sem dinheiro nem bagagem, atraídos por fals promessas de emprego. A polícia está neste momento a investigar se os ganeses estão a ser vítimas de um esquema de imigração ilegal, através de pagamento.

Os africanos começaram a chegar a Caxias, cidade industrial a cerca de 120 quilómetros de Porto Alegre, na semana passada. O CAM conseguiu instalá-los no Seminário Diocesano. O Globo explica que a comunidade está a doar roupas e alimentos para os refugiados, mas a situação tem tendência para se agravar.

Mais Notícias