Ataques islamitas provocam 31 mortos

Mais de 30 pessoas foram mortas numa série de ataques da seita islamita Boko Haram em duas cidades do nordeste da Nigéria desde quinta-feira, revelaram fontes hospitalares e militares.

Os ataques iniciaram-se na quinta-feira, causando neste dia 24 mortos nas cidades de Potiskum e Maiduguri, situadas numa região que a Boko Haram reivindica como território de um futuro Estado islâmico na Nigéria.

Sexta e sábado prosseguiram os ataques, tendo sido ontem que as forças militares conseguiram finalmente neutralizar os elementos da Boko Haram que espalhavam a morte nestas localidades. Ainda assim, pelo menos, mais sete pessoas perderam a vida em Potiskum.

Segundo testemunhos de alguns habitantes, os islamitas visavam particularmente atuais ou antigos elementos das forças de segurança e funcionários do Estado.

De acordo com os mesmos testemunhos, o balanço final poderá ser mais elevado, pois muitos dos feridos teriam sido atingidos com gravidade.

Elementos da Boko Haram atacaram também outras localidades do nordeste da Nigéria, queimando estabelecimentos comerciais, edifícios públicos e escolas mistas.

Desde 2009 que a Boko Haram prossegue uma campanha de terror contra as populações cristãs do norte e do centro da Nigéria, tendo causado cerca de 2800 mortos, segundo a AFP.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG