74 mortos em acidente ferroviário na RD Congo

Pelo menos 74 pessoas morreram no acidente ferroviário de terça-feira no sudeste da República Democrática do Congo, de acordo com um novo balanço provisório hoje divulgado pelo ministro da Saúde congolês, Félix Kabange Mukwapa.

"Contabilizámos hoje à noite 74 mortos" e 163 feridos, declarou Kabange, citado pela agência de notícias francesa, AFP, indicando que 20 mortos e um sobrevivente foram descobertos durante o dia de hoje debaixo de um dos dois vagões descarrilados e tombados que obstruem ainda a via-férrea cinco dias após o acidente.

Hoje de manhã, Kabange tinha revisto em alta, para 57 mortos, o anterior balanço oficial que datava de quinta-feira e que era de 48 mortos.

As operações de socorro prosseguiram hoje e as equipas cortaram a chapa metálica de uma das carruagens tombadas nos carris e dela retiraram cadáveres e um sobrevivente, indicou o ministro, que não possuía ainda mais pormenores sobre o mesmo.

Os socorristas, que trabalharam todo o dia num odor pestilento de cadáveres em decomposição e de alimentos estragados, suspenderam os trabalhos ao anoitecer e deverão retomá-los na segunda-feira de manhã para tentar libertar o segundo vagão, disse ainda o ministro.

O acidente, o descarrilamento de um comboio de mercadorias a bordo do qual viajavam muitos passageiros clandestinos, ocorreu num local muito isolado e pantanoso, a 65 quilómetros ao norte de Kamina, cidade situada a cerca de 600 quilómetros a noroeste de Lubumbashi, a capital da província de Katanga.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG