Adolescente australiano alegadamente envolvido em ataque suicida no Iraque

Jake Bilardi, de 18 anos, viajou para o Médio Oriente para se juntar ao Estado Islâmico.

Um jovem adolescente australiano, que viajou para o Médio Oriente para se juntar ao Estado Islâmico (EI), participou alegadamente num ataque suicida na cidade iraquiana de Ramadi, informam hoje os jornais australianos.

Citando fontes na Síria, o Sydney Morning Herald escreveu que Jake Bilardi, de 18 anos, oriundo de Melbourne, esteve envolvido num atentado em Ramadi.

O Governo de Camberra não confirmou, porém, as informações.

Nas redes sociais foi divulgada uma fotografia, aparentemente extraída de um vídeo propagandístico do EI, de uma furgoneta branca com outra sobreposta de um jovem sentado no lugar do condutor, que se acredita ser Bilardi, também apelidado de Abu Abdullah al-Australi.

O mesmo jornal refere ainda que uma conta associada ao EI publicou uma imagem de Bilardi sentado sob uma bandeira da milícia, com uma mensagem em que se lia: "Para os mártires de hoje".

A autenticidade da fotografia e o alegado envolvimento do jovem australiano nos ataques não foram verificados nem confirmados até ao momento, apesar de em Ramadi se terem reportado sete ataques quase simultâneos com recursos a carros-bomba que mataram, esta quarta-feira, dez pessoas, informou a agência AAP.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG