Crónica de João Mestre: a praia e um país de povos distintos

A praia ficava longe. Não seriam sequer 60 quilómetros em linha reta, mas uma ida à praia era sempre coisa para levar o dia inteiro. Hora e meia de carro para cada lado, às vezes mais, quando se apanhava um trator de tomate, descontando depois as paragens do meu pai para se abastecer de fruta pelo caminho. Contas feitas, metade das horas de Sol ...

Para saber mais clique aqui: www.evasoes.pt

Mais Notícias

Outras Notícias GMG