Exclusivo Califórnia. A "costa esquerda" onde há cada vez menos republicanos

As projeções apontam que Joe Biden vença Donald Trump na Califórnia por mais de 25 pontos percentuais. Em 53 lugares na Câmara dos Representantes, o estado já só tem sete republicanos. Mas nem sempre foi assim.

Um pouco antes do Halloween, quando as vivendas de Culver City estavam decoradas com esqueletos, fantasmas e abóboras, um carro estacionado de portas abertas passava a música FDT (F**k Donald Trump), de YG e Nipsey Hussle, no volume máximo. Os vizinhos sentavam-se à soleira das portas, levantando as mãos ao ritmo dos versos e sorrindo, numa espécie de exorcismo coletivo embalado pela música. Pelos jardins impecáveis das vivendas, que dão aos subúrbios um aspeto tão tipicamente americano, a mensagem dos cartazes era sempre a mesma, não importa quantas vezes se virasse para uma rua à direita ou à esquerda: "Votem em Biden-Harris."

O cenário repete-se por todo o lado no condado de Los Angeles, que, com dez milhões de habitantes, é o mais populoso do país inteiro. "Biden-Harris: Tornem a América orgulhosa outra vez", lê-se num estandarte em North Hollywood. "Qualquer adulto funcional 2020", lê-se noutro. Pelas ruas de Los Angeles é difícil encontrar um único sinal de apoio a Trump-Pence nos quintais, nos vidros traseiros dos carros ou nas janelas dos apartamentos.

Mais Notícias