Exclusivo A última loucura de Bielsa foi um gesto nobre. Deu ordem à equipa para sofrer um golo

O Leeds e o Aston Villa jogavam um jogo importante nas contas da subida do Championship. A equipa de Bielsa marcou com um jogador adversário caído no chão a pedir assistência. Treinador deu ordens aos jogadores para deixarem sofrer um golo. Um gesto que pode custar a subida de divisão ao Leeds.

Há uma dose de loucura em Marcelo Bielsa, o treinador argentino do Leeds United, que ainda recentemente esteve envolvido num caso de espionagem no futebol inglês. Por isso também lhe chamam El Loco, pelas polémicas e casos que foi alimentando nos últimos anos. Mas, no meio da loucura, o técnico de 63 anos protagonizou neste domingo um dos momentos mais lúcidos da sua carreira. Uma atitude nobre que pode ter custos desportivos, mas que só pode honrar o futebol - depois de a sua equipa ter marcado um golo que contraria todos os valores do fair play, mandou os seus jogadores deixarem propositadamente o Aston Villa marcar. O jogo terminou empatado (1-1).

Vamos então a esta extraordinária e rara história que aconteceu neste domingo no jogo entre o Leeds United e o Aston Villa, relativo à 45.ª jornada do Championship, a II Liga inglesa. Aos 71 minutos, Klich marcou para o Leeds. Mas o golo foi apontado com um jogador da equipa rival (Jonathan Kodjia) no chão à espera de ser assistido e com os futebolistas treinados por Dean Smith e John Terry meio parados porque pensavam que os adversários iam travar o jogo. Não pararam e Mateusz Klich borrifou-se para o fair play e colocou a bola no fundo das redes da baliza do Aston Villa.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG