Exclusivo Reino Unido. Congresso dos tories em ambiente de alta tensão

Das ruas de Manchester ao Parlamento em Londres, aumenta o perigo de as emoções falarem mais alto do que a razão. Boris Johnson corre o risco de ser derrubado pelos deputados durante o congresso.

Milhares de pessoas nas ruas, um congresso dos conservadores, um Boris Johnson insuflável e o centro da cidade fechado em resultado de uma operação de segurança. Houve uma época em que a cena cultural de Manchester, no final dos anos 80, princípios dos 90, foi apelidada de Madchester. Essa loucura poderá regressar a partir de amanhã e até quarta-feira àquela cidade do norte de Inglaterra. Mas nem o mais informado dos observadores pode garantir se a loucura vai manifestar-se de forma saudável e criativa nas manifestações contra o Brexit e nos discursos políticos dos tories ou com contornos violentos e tóxicos, à imagem do últimos dias no Parlamento.

No domingo, os conservadores são recebidos com uma manifestação com o mote 'Rejeita o Brexit, defende a democracia', organização conjunta das associações March for Change e Manchester for Europe, e outra contra as políticas de austeridade. Mas é de esperar quatro dias de intensa atividade nas ruas contra as políticas dos tories. "Esta é uma oportunidade para Manchester rejeitar o Brexit", disse o presidente da associação Britain for Europe, Tom Bruffato, ao Manchester Evening News . Em 2016, 60,4% dos eleitores da região metropolitana votaram pela permanência do Reino Unido na UE.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG