Sporting festeja réveillon no topo 19 anos depois (e então foi campeão)

Sporting troca virtuosismo pela austeridade: sofre, mas gera receita da liderança no fim de ano, que há 19 anos gerou o último campeonato (2001/2002). Belenenses corajoso esteve perto da vantagem e acabou derrotado (1-2)

Em quatro décadas, o Sporting vive em sobressaltos internos e poucas alegrias em forma de troféus: depois da espetacular época de 1982 (triplo ouro: campeonato, Taça e Supertaça), só entraram oito títulos em Alvalade. E nenhum campeonato.

A lista: 4 Taça de Portugal (2007; 2008; 2015; 2018), 3 Supertaça (2007; 2008; 2016), 1 Taça da Liga (2019).

Depois da esperança frustrada com Paulo Bento (na primeira década deste século) e, sobretudo, Jorge Jesus (na segunda década), eis Ruben Amorim e os seus jovens e virtuosos executantes.

Ou seja, o Sporting saca 29 dos 33 pontos que disputou nesta Liga. Só permitiu empates ao FC Porto (4.ª jornada) e ao Famalicão (9.ª), ambos 2-2. Um em casa, o outro fora. No resto, vitórias, golos (26 em 11 jogos; melhor ataque) e promessas com alguma solidez.

"Só há uma equipa que joga melhor futebol em Portugal do que o Benfica, é a que está em primeiro [Sporting]. O Benfica está em segundo, [logo] é a segunda melhor. Isso é que classifica, que determina que quem chegar à frente do campeonato e for campeão seja o melhor. Não é o que fica em segundo ou terceiro. Isso é conversa da treta", disparou com alguma sobranceria pragmática Jorge Jesus a 19 de dezembro (há oito dias, portanto).

Claro que o melhor é o campeão: aquele que chegar ao final do campeonato, em maio, com mais pontos e no 1.º lugar após 34 jogos. Mas para o Sporting o Natal e a passagem de ano não são só uma época de boas festas, nem de piadas gastas: na verdade, da última vez que os leões estiveram na frente do campeonato no final do ano civil, ganharam o campeonato na primavera.

E isso aconteceu há 19 anos: a 22 de dezembro, o Santa Clara batia o FC Porto (2-1) e o Sporting ganhava ao V. Setúbal (1-0); no dia seguinte, o campeão Boavista ultrapassava o Benfica no Bessa (1-0), mas a liderança no final do ano de 2001 ficava em Alvalade.

Os leões somavam 33 pontos em 16 jogos, mais um do que o Boavista, quatro do que o FC Porto e cinco do que o Benfica. A 5 de maio, o Sporting festejava pela última vez a conquista do campeonato, batendo em Alvalade o Beira-Mar. Com mais cinco pontos do que o Boavista (ganhou 4-1 ao V. Setúbal).

Daí para cá, os campeonatos de que se fala mais em Alvalade são os de há quase um século: os quatro que os leões reclamam ser equiparados a todos os outros 18 ganhos a partir de 1941.

Essa competição na secretaria está por decidir. Tal como está por decidir muito dop que será este campeonato, que vai no primeiro terço (passados 11 de 34 jogos). Mas há sinais que não são os da eterna esperança.

Desde logo, o primeiro lugar e o futebol bonito da equipa de Ruben Amorim. Mas também a estrela que valeu o 1-0 sobre o Farense na jornada anterior (penálti aos 90"+1" cobrado por Sporar) e o espírito estóico e disciplinado para contrariar um adversário corajoso e venenoso como o Belenenses. Ou Belenenses SAD, outra competição de secretaria.

No Jamor, onde o Belenenses SAD joga em "casa", o Sporting ganhou mais do que três pontos. Ganhou calo. Como sempre que joga fora, marcou primeiro: Tabata colocou a bola na área, Tiago Tomás rodou e atirou para o 0-1.

Não há Pedro Gonçalves (discreto nos últimos jogos)? Há Tiago Tomás. Não há Nuno Santos, rei do pé esquerdo generoso (assistências)? Há Tabata. Não há brioches? Come-se o pão que Petit amassou.

O Belenenses desta época é aquela equipa "Trapattoni" (treinador que acabou com a seca de 11 anos sem campeonatos do Benfica em 2005): se não se pode ganhar, não se pode perder. De preferência, sem sofrer golos.

A equipa de Petit tinha sofrido sete golos em 10 jogos, tantos como o Sporting e o V. Guimarães. E só tinha marcado cinco. Mas dois deles foram ao Sp. Braga, há três semanas e duas jornadas (6 dezembro).

Foi este Belenenses que saiu ao caminho ao líder Sporting. Um Belenenses cheio de coragem, fogoso e venenoso no ataque. Pouco depois do 0-1, empatou: golo (14") da ameaça constante Miguel Cardoso.

O avançado do Belenenses travou um duelo aceso com Adán, que apesar do golo, acabou por perder. Porque o guarda-redes levou-lhe a melhor no penálti (19") e em mais dois lances em que já se gritava golo. E gritou-se "grande defesa de Adán".

Cinco minutos depois, os leões voltaram à vantagem. De penálti. Ganhar calo também é isto: matar com o veneno que se rejeita. Tiago Esgaio atropelou Tiago Tomás, João Mário, com muito calo competitivo e experiência, bateu Kritciuk.

A primeira parte foi um dos melhores períodos desta Liga. O golo na ponta da língua de vários jogadores, de um lado e do outro, os guarda-redes a brilharem. Emoção criada pela propensão para o espetáculo. Mas acabou e estava 1-2.

Na segunda, Ruben Amorim mudou o plano. Atacar furtivamente e controlar melhor defensivamente. Não o conseguiu no duelo, mas os seus jogadores mantiveram o resultado intacto.

No final, o triunfo foi contestado legitimamente pelo Belenenses, no relvado e até nas reações do treinador Petit, mas caiu bem ao Sporting.

Se o Sporting vai ser campeão 19 anos depois, igualando o pior período de seca entre dois campeonatos - e que pertence ao FC Porto (1959 - 1978)? Não há campeões em dezembro, muito menos quando se jogou menos (11 jogos) do que numa época sem pandemia de Covid-19 (13 a 16 jogos).

Mas que pode dar luta aos crónicos candidatos do século XXI, pode. Mas FC Porto (11 campeonatos) e Benfica (7) têm o toque de campeões que o Sporting deste século (1: 2002) não tem. E convém não esquecer que ainda há o Sp. Braga, que pode ser o Boavista deste século (campeão em 2001).

LÍDER ISOLADO PELA TERCEIRA VEZ EM 40 ANOS

Os últimos quatro campeonatos ganhos pelo Sporting: 1980, 1982, 2000, 2002. Destes, só não era líder no réveillon em 1999 (FC Porto).

1979/1980 (vitória = 2 pontos)

PASSAGEM DE ANO

1.º Sporting, 14 JOGOS / 23 PONTOS (11V 1E 2D) 33GM 11GS (+22)

2.º FC Porto, 14J / 23P (10V 3E 1D) 26GM 4GS (+22)

3.º Benfica, 14J / 22P (10V 2E 2D) 35GM 10GS (+25)

30 DEZEMBRO

Sporting 2-0 V. Guimarães

Portimonense 0-2 Benfica

Boavista 0-1 FC Porto

FIM

1.º Sporting, 30J / 52P (24V 4E 2D) 67GM 17GS (+50)

2.º FC Porto, 30J / 50P (26V 6E 2D) 59GM 9GS (+50)

3.º Benfica, 30J / 45P (15V 7E 8D) 79GM 21GS (+58)

01 JUNHO

Sporting 3-0 U. Leiria

Marítimo 1-1 Benfica

Espinho 2-0 FC Porto

1981/1982 (vitória = 2 pontos)

PASSAGEM DE ANO

1.º Sporting, 13J / 22P (9V 4E 0D) 30GM 13GS (+17)

2.º Benfica, 13J / 19P (9V 1E 3D) 26GM 8GS (+18)

3.º FC Porto, 13J / 18P (6V 6E 1D) 13GM 6GS (+7)

27 DEZEMBRO

Sporting 3-2 Estoril

Penafiel 0-3 Benfica

FC Porto 1-2 Rio Ave

FIM

1.º Sporting, 30J / 46P (19V 8E 3D) 66GM 26GS (+40)

2.º Benfica, 30J / 44P (20V 4E 2D) 60GM 22GS (+38)

3.º FC Porto, 30J / 43P (17V 9E 4D) 46GM 17GS (+29)

23 MAIO

FC Porto 2-0 Sporting

Benfica 2-0 Boavista

1999/2000 (vitória = 3 pontos)

PASSAGEM DE ANO

1.º FC Porto, 15J / 34P (10V 4E 1D) 33GM 8GS (+25)

2.º Sporting, 15J / 33P (10V 3E 2D) 26GM 14GS (+12)

3.º Benfica, 15J / 30P (9V 3E 3D) 23GM 12GS (+11)

18 DEZEMBRO

Sporting 4-2 Marítimo

19 DEZ

V. Guimarães 2-0 Benfica

20 DEZ

FC Porto 5-0 Farense

FIM

1.º Sporting, 34J / 77P (23V 8E 3D) 57GM 22GS (+35)

2.º FC Porto, 34J / 73P (22V 7E 5D) 66GM 26GS (+40)

3.º Benfica, 30J / 69P (21V 6E 7D) 58GM 33GS (+25)

14 MAIO

Salgueiros 0-4 Sporting

Gil Vicente 2-1 FC Porto

Benfica 2-1 Marítimo

2001/2002 (vitória = 3 pontos)

PASSAGEM DE ANO

1.º Sporting, 16J / 33P (10V 3E 3D) 36GM 12GS (+24)

2.º Boavista, 16J / 32P (10V 2E 4D) 27GM 12GS (+15)

3.º FC Porto, 16J / 29P (9V 2E 5D) 28GM 14GS (+14)

4.º Benfica, 16J / 28P (7V 7E 2D) 25GM 17GS (+8)

22 DEZEMBRO

Santa Clara 2-1 FC Porto

Sporting 1-0 V. Setúbal

23 DEZ

Boavista 1-0 Benfica

FIM

1.º Sporting, 34J / 75P (22V 9E 3D) 74GM 25GS (+49)

2.º Boavista, 34J / 70P (21V 7E 6D) 53GM 20GS (+33)

3.º FC Porto, 34J / 68P (21V 5E 8D) 66GM 34GS (+32)

4.º Benfica, 34J / 63P (17V 12E 5D) 66GM 37GS (+29)

5 MAIO

Paços de Ferreira 1-2 FC Porto

Boavista 4-1 V. Setúbal

Marítimo 3-2 Benfica

Sporting 2-1 Beira-Mar


ÉPOCA 2020/2021 (vitória = 3 pontos)

PASSAGEM DE ANO

1.º Sporting, 11J / 29P (9V 2E 0D) 26GM 8GS (+18)

2.º Benfica, 10J / 24P (8V 0E 2D) 23GM 11GS (+12)

3.º FC Porto, 10J / 22P (7V 1E 2D) 25GM 13GS (+12)

4.º Sp. Braga, 10J / 21P (7V 0E 3D) 17GM 9GS (+8)

27 DEZ

Belenenses 1-2 Sporting

28 DEZ

Boavista - Sp. Braga (21:00)

29 DEZ

Benfica - Portimonense (18:00)

V. Guimarães - FC Porto (21:00)

ANO NOVO

2 JANEIRO

Sporting - Sp. Braga (18:00)

3 JANEIRO

Santa Clara - Benfica (17:00)

FC Porto - Moreirense (21:00)

FIM

CAMPEÃO?

ÚLTIMA JORNADA (34.ª):

19 MAIO

Sporting - Marítimo

Portimonense - Sp. Braga

FC Porto - Belenenses

V. Guimarães - Benfica

Mais Notícias

Outras Notícias GMG