Aconteceu em 1949 - O nostálgico Natal da rainha D. Amélia

DN de 27 de dezembro de 1949 citava reportagem de jornal francês sobre a viúva de D. Carlos.

O jornalista Charles Danaaís foi a Versalhes em busca da última rainha de Portugal e descobriu que D. Amélia estava doente. Tinha então 84 anos a viúva de D. Carlos e o exílio em França, nos arredores de Paris, culminava uma vida cheia de ligações traumáticas à causa real, pois o seu próprio nascimento em Inglaterra, em 1865, se devia a pertencer à família Orleães, pouco ou nada amada num país onde Luís Napoleão se transformara de presidente em imperador, imitando o seu famoso tio. Portugal teria sido um destino feliz para a nobre francesa não fosse o regicídio de 1908, quando foram mortos o rei D. Carlos e o príncipe herdeiro D. Luís Filipe. Dois anos depois, a implantação da República fê-la deixar a pátria adotiva juntamente com o filho D. Manuel II, último rei de Portugal.

Contou o jornalista do Ce Soir, citado pelo DN, que em Versalhes chamavam carinhosamente a D. Amélia "a rainha esquecida". Morreu dois anos depois, em outubro de 1951. Viveu os últimos 19 anos sem família próxima, pois D. Manuel II morreu em 1932.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG