Exclusivo Entre identidade e liberdade, escolho a liberdade

Pode a frase sobre o Chega ser lateral, um apontamento à margem, uma resposta a uma pergunta repetida mil vezes, que a frase é puxada para título. Não sei de onde vem essa ânsia dos media em fazer do tema um centro de gravidade - e logo a seguir aparece quem se sente vítima, como se o autor da frase dormisse e acordasse a pensar no assunto. Não aconteceu comigo, mas é o que vejo em entrevistas, nas perguntas insistentes para garantir que o assunto vem à baila. E se calha a pessoa, alerta, esquivar-se, logo o gesto tem leitura imediata, dando azo a nova indignação - o tal centro de gravidade.

Se calhar o tema vende e dá audiências, e cada jornal ou televisão é livre de noticiar o que entender. Quando chegar a minha vez, logo vejo como evitar que uma pergunta lateral seja elevada a título - porque o título é a única coisa que hoje se lê, a que se reage, e que supostamente resume o que dizemos.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG