Exclusivo PSD quer mais proteção para cidadãos e empresas no pós-Brexit

As medidas de contingência apresentadas pelo governo para o Brexit são discutidas nesta terça-feira na Assembleia da República. Mas o PSD considera-as insuficientes para proteger cidadãos e empresas britânicas, no caso do Reino Unido sair da União Europeia sem acordo.

"Os britânicos em Portugal estão em pânico", afirma Isabel Meirelles, vice-presidente do PSD, que tem a tutela dos Assuntos Europeus. A dirigente social-democrata considera que o "pacote" de medidas do governo para salvaguardar os interesses britânicos em Portugal não é suficiente. Daí que o PSD avance com um conjunto de medidas que espera ver aprovadas pelo PS, como a dos direitos políticos dos cidadãos britânicos em território nacional.

O PSD quer, entre outras coisas, que um cidadão britânico que pertença a uma assembleia de freguesia em Portugal possa exercer o seu mandato até ao fim, mesmo após um Brexit sem acordo. A bancada social-democrata bate-se também pela aplicação "recíproca" de um conjunto de direitos, como acesso à saúde, ensino superior, carta de condução, etc., e que dizem carecer de reforço.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG