Exclusivo Em tempo de excomunhão


A saga dos deputados brigões continua a render, fazendo correr muita tinta e consumindo ainda muitos minutos de noticiário, quer da rádio quer da televisão, pelo que tudo indica que não será para breve que irá acalmar-se. Pelo menos é o que se intui do exagerado pronunciamento na comunicação social do líder parlamentar do MpD, partido do deputado que diz ter sido vítima de "sanha ignóbil". Num tom e numa linguagem que muito fez lembrar Trump a ameaçar Kim Jong-Un com as fúrias do inferno, disse que o seu partido, dado que tem maioria, vai fazer tudo que estiver no seu poder para destituir o agressor de todas as funções que desempenha enquanto deputado: presidente da Rede parlamentar do Ambiente, vice-presidência de uma comissão especializada... E só não lhe cassa o mandato porque infelizmente lhe escasseiam os votos. Mas é assim o MpD, sempre exagerado.

Ninguém terá acreditado na patranha do deputado mofino que leva, ainda por cima em frente a colega, e vai fazer queixa à polícia.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG