Exclusivo Soma e segue. Ajudas à banca já vão em 16,7 mil milhões de euros

Custo líquido acumulado desde 2008 já vai em 9,3% do produto interno bruto, mostram dados novos do Tribunal de Contas. Contribuintes deram aos bancos três meses de impostos.

Os apoios aos bancos instalados em Portugal já custaram 16 751 milhões de euros desde que essas entidades tiveram de começar a ser apoiadas, resgatadas ou nacionalizadas, a partir de 2008, quando eclodiu a crise financeira e económica.

É o mesmo que dizer que tudo o que os contribuintes pagaram em impostos e contribuições durante três meses foi para financiar esse custo, ficando a faltar para cobrir ou reforçar outras despesas do orçamento, como prestações sociais e investimento público, por exemplo. Em 2017, o governo cobrou qualquer coisa como 67,5 mil milhões de euros em impostos e descontos para a Segurança Social.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG