Exclusivo Aconteceu em 1999 - Massacre em Díli

A poucos meses da realização do referendo que levaria Timor-Leste à independência, Díli é placo de um massacre perpetuado pelas milícias pró-indonésias.

"Terror em Díli". O título do DN a 18 de abril de 1999 não dava margem para dúvidas. A capital de Timor-Leste voltava a ser palco de um massacre perpetrado por milícias pró-indonésias.

Grupos armados "mataram, assaltaram e incendiaram casas de timorenses. Comando militar admite 13 mortos", lia-se no jornal. Entre as vítimas mortais do massacre de 17 de abril de 1999 estava o filho de Manuel Carrascalão, dirigente histórico da resistência de Timor-Leste, que, nesse dia, viu a sua casa ser atacada.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG