Exclusivo Os grandes filmes de verão - conta-me como foi

Alguns dos filmes que marcaram gerações de amantes de cinema em pleno verão, como foi com Tubarão, Missão Impossível, Indiana Jones. Neste ano, o espírito do chamado summer movie é apenas para recordar...

Neste ano, a covid-19 tirou-nos os filmes de verão do cinema de estúdio americano. Tenet, de Christopher Nolan, aprazado para o final do mês, pode ser a exceção, mas nada vai ser como antes. Os filmes das férias grandes eram, sobretudo para os mais jovens, um símbolo de um novo ciclo e uma possibilidade de fuga. Portugal, nos últimos anos, já estava com o passo acertado com os americanos, e as estreias mundiais eram acontecimentos que a nível financeiro produziam resultados muito acima da média, mesmo com a concorrência das férias, da praia e do apelo ao ar livre.

Agora, com cinemas às moscas, o advento do blockbuster é uma espécie de saudosa memória. Saudosa, se pensarmos no filme que inventou o termo, Tubarão, lançado no verão de 1975 para mudar a maneira de se consumir uma obra nas salas, em que o primeiro fim de semana ditava o sucesso ou o fracasso de um título. Foi a partir do thriller imortal de Steven Spielberg que a regra de muitos ecrãs para o mesmo filme vingou. Claro que mais tarde veio criar vícios e perversões, chegando-se ao novo século com produtos ruidosos formatados para agradar a uma demografia juvenil refém da estética dos videojogos. Com bom senso descobre-se que o franchise de Michael Bay, Transformers, era uma entrada para a avalanche dos filmes do universo Marvel, em última análise o anti-Tubarão.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG