Exclusivo Portugueses em Londres contra Donald Trump

Pelos direitos das mulheres, contra o aquecimento global, o brexit, contra May ter convidado o presidente dos EUA para uma visita oficial. Dezenas de milhares protestaram contra Trump em Londres. E alguns portugueses juntaram-se

Maria, 48 anos, juntou-se à manifestação contra Trump em Trafalgar Square como "cidadã do mundo" e não como portuguesa. "Ele provoca-me um ódio profundo. Aquelas cenas com as crianças enjauladas toca-me profundamente," diz. Há dez anos, Maria estudou no Estados Unidos com um visto de turista, trabalhando em alguns restaurantes para conseguir pagar o curso.

Um dia, ao entrar no país, levaram-na para ser interrogada e Maria acabou por confessar os trabalhos ilegais. Esteve detida até ser expulsa para Londres. Não voltou a entrar nos EUA desde então. A experiência foi traumática. Ao ver as reportagens sobre crianças migrantes separadas das famílias que tentam entrar nos Estados Unidos, Maria reconhece o mesmo tratamento de que foi vítima e que tanto a surpreendeu na altura. "Nunca imaginei que os norte-americanos pudessem ser assim contra os imigrantes. Na altura descobri um mundo novo," diz.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG