Exclusivo PSD entre a clarificação e a paz podre

Marques Mendes defende que Montenegro "fez bem" em avançar e que Rio "também fez bem" em apresentar moção de confiança. Maria Luís Albuquerque, que apoia o antigo líder parlamentar, preferia diretas já

Num domingo em que Rui Rio falou numa entrevista feita antes da crise de liderança estourar no PSD, o antigo presidente do partido Luís Marques Mendes e a anterior ministra das Finanças do governo de Passos Coelho, Maria Luís Albuquerque, defenderam a importância da clarificação no partido: a atual deputada, como apoiante de Luís Montenegro, preferia a realização imediata de eleições diretas; o comentador da SIC dá uma no cravo e outra na ferradura, embora também sublinhe que é preferível clarificar as coisas em vez da paz podre.

O antigo líder parlamentar do PSD, Luís Montenegro, "fez bem" em avançar, segundo Marques Mendes, e "foi direto ao assunto" ao lançar o desafio ao presidente do partido para que este se sujeitasse a eleições diretas.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG