Americanos compram Amora. Projeto promete revolucionar baía

SAD amorense deixa de ser detida pelo moçambicano, Zuneid Sidat, e passa para as mãos de investidores do Middlesbrough (Inglaterra) e no Benevento (Itália).

Com passado nos campeonatos nacionais, incluindo passagem pela primeira divisão nos anos 80 do século passado, o Amora Futebol Clube vai ver a sua SAD ser comprada, por 350 mil euros, por uma empresa norte-americana. O investidor moçambicano, Zuneid Sidat sai assim de cena. "A SAD vai ser comprada pela americana America Soccer, uma empresa de investidores americanos que já investem atualmente no Middlesbrough (Inglaterra) e no Benevento (Itália)", segundo Mauro Almeida, o novo diretor-geral da SAD amorense, que deve ser liderada por Daniel Golpe, antigo administrador da SAD do Praiense.

A empresa "escolheu" investir num clube em Portugal por ser "um dos países que melhor forma atletas e que proporciona excelentes condições para o seu desenvolvimento". O objetivo "é procurar alterar o paradigma de gestão do futebol profissional no campeonato de Portugal, estando já a futura administração a trabalhar na planificação da nova temporada desportiva".

Com 99 anos de história, o clube que nasceu num piquenique a 1 de maio de 1921, na Quinta da Princesa, quer "finalmente" ter uma dimensão nacional. E só na próxima época o investimento no futebol será de meio milhão de euros.

Em outubro, está previsto começar a construção de um recinto novo. O Estádio da Medideira será municipal, mas cedido pela Câmara Municipal do Seixal ao clube por alguns anos. As maquetas já estão prontas e os projetos em andamento. A academia também já está projetada e deve ser concluída em três anos. Tempo para chegar aos campeonatos profissionais e revolucionar a baía do Seixal.

Mais Notícias