Exclusivo Portugal está superexposto a nova crise por causa da dívida das empresas

Nova crise de dívida "pode ser inevitável, mas não acreditamos que seja tão má quanto a crise financeira global de 2008-2009", diz economista da Standard & Poor's.

O universo das empresas privadas não financeiras sedeadas em Portugal regista o quinto maior nível de esforço no pagamento de juros e amortização de empréstimos num grupo de 32 economias de referência. E o rácio da dívida pública é o quarto maior no grupo dos chamados países desenvolvidos (e décimo maior do globo), indicam dados do Banco de Pagamentos Internacional (BIS na sigla em inglês) e do Fundo Monetário Internacional (FMI).

Para a agência de rating Standard & Poor's (S&P), o elevado nível de alavancagem das economias (setor privado e público) é uma vulnerabilidade grave tendo em conta que "o palco está montado para que ocorra uma nova contração ao nível do crédito, embora a próxima crise, se ocorrer, provavelmente não será tão dramática quanto a de 2008-2009".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG