Premium Pandemia apressa exposição pública do espólio de Philip Roth

O fecho de portas durante a pandemia apressou a catalogação do espólio de Philip Roth doado à Biblioteca Pública de Newark. Em maio do próximo ano, os leitores do autor de Pastoral Americana podem conhecer melhor a vida do escritor e a sua ligação à cidade.

A adaptação pela HBO de Conspiração contra a América fez que muitos espectadores que nunca leram um dos romances de Philip Roth se tornassem fãs do escritor. O argumento voltava aos anos 1940 e punha como hipótese que o aviador Charles Lindbergh se tinha candidatado às eleições e vencido Franklin Roosevelt. O desvio da história tem outra particularidade, em vez de tudo se passar no centro da vida política norte-americana, Washington, o escritor escolhe Newark como palco da ação.

Não terá sido por acaso, é que Philip Roth nasceu e cresceu em Newark, e foi essa visão de um mundo a partir da sua terra que descreveu nesse romance como Lindbergh deu asas aos ideais antissemitas que Hitler inspirava no novo presidente, com o qual chegava a assinar um pacto de cooperação. A série da HBO piscava ainda o olho à ascensão de Donald Trump e aos seus modos autoritários e xenófobos, mesmo que o romance tivesse sido publicado mais de uma década e meia antes de esse inimaginável presidente ter tomado posse.

Ler mais

Mais Notícias