Premium Mapas de risco vão ajudar à gestão da pandemia

Investigadores do Instituto Superior Técnico estão a desenvolver uma ferramenta de apoio à decisão para os profissionais e decisores na área da saúde. Em janeiro já deverá estar operacional.

Foi por um impulso de curiosidade que tudo começou, logo em meados de março. Habituada a fazer modelos estatísticos e a transformar dados e números em mapas coloridos que mostram distribuições espaciais e dispersões geográficas, Maria João Pereira lembrou-se de olhar para os dados da pandemia em Portugal através dos seus modelos. "Naquela altura o país parou e fomos todos para casa", lembra a investigadora do Centro de Recursos Naturais e Ambiente (Cerena) do Instituto Superior Técnico, onde é também professora. "Mas nós somos investigadores, estamos sempre a questionar-nos e não conseguimos estar parados", ri-se.

A ideia era evidente para quem, como Maria João Pereira, trabalha em estatística espacial e gosta de ver números traduzidos em mapas de várias cores. Tratava-se então de pegar nos dados divulgados diariamente pela Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre os casos de covid-19 no país e tratá-los de forma a obter mapas da sua distribuição geográfica. Mas a investigadora, que é também a atual coordenadora do Cerena, não se ficou por aí.

Ler mais

Mais Notícias