Exclusivo "A parentalidade é um exemplo de bom stress"

A psicóloga americana Elissa Epel investiga o stress e relaciona-o com o envelhecimento e os hábitos de vida. Os conselhos individuais também servem para mudar políticas.

Elissa Epel, psicóloga, diz que "o stress é um estado psicológico muito forte". "É muito forte para o corpo, causa uma grande transformação na regulação do corpo, no sangue, no oxigénio, na glicose..." Afinal, em tudo.
"E as células também respondem ao stress e procuram pistas sobre o quão seguros nos encontramos." É disso, e de genética e envelhecimento, que falará, no dia 11 de novembro, às 21.00, na conferência da Fundação Francisco Manuel dos Santos, a partir da Califórnia, onde vive e dá aulas.

A investigadora, de 52 anos, tem-se dedicado a estudar o stress ao longo da sua carreira. "Comecei a estudar psicologia porque queria perceber melhor a ligação entre corpo e mente. Queria muito estudar como é que o stress entra na pele."

Mais Notícias

Outras Notícias GMG