Exclusivo No escuro do cinema Almodóvar continua a chamar pela mãe

Durante o "tempo morto" da quarentena, e depois de uma primeira sensação de desânimo, Pedro Almodóvar refugiou-se na escrita. Começou pelas crónicas no jornal El Diario e evoluiu para o argumento de um novo projeto.

Um filme chamado Madres Paralelas, que terá Penélope Cruz como protagonista, é o próximo projeto do cineasta Pedro Almodóvar. O guião foi anunciado pelo próprio, que o escreveu durante o período de confinamento causado pela pandemia, ao mesmo tempo em que também ia redigindo crónicas para o jornal El Diario - embora logo no primeiro desses textos tenha referido que o seu ânimo não era suficiente para produzir ficção... mesmo confessando que tinha vários enredos possíveis em mente. Entenda-se: o argumento não foi propriamente escrito ao longo do tempo, mas sim de uma assentada. A inspiração recusou-se a vir gota a gota, como uma torneira que pinga. Pelo contrário.

No papel, Madres Paralelas é um drama e foca-se na "vida de duas mulheres que dão à luz no mesmo dia e que têm trajetórias paralelas, daí o título", revelou o cineasta espanhol entrevistado pela agência EFE. Além disto, tudo o que se sabe sobre este projeto em gestação é que a história se passa no habitual microcosmos de Madrid, onde os seus filmes são rodados desde o nascimento da produtora El Deseo (que fundou em 1986 com irmão, Agustín Almodóvar), e as filmagens deverão arrancar no início de 2021, com a pré-produção agendada para outubro.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG