Exclusivo A baixista dos Linda Martini: "Consigo ser muito mais livre quando toco do que quando desenho"

Cláudia Guerreiro é mais conhecida como música mas prefere apresentar-se como artista plástica, a área em que tem formação académica e na qual continua a trabalhar, como ilustradora.

É num nono andar com vista panorâmica sobre o rio Tejo que Cláudia Guerreiro tem o seu ateliê. É ali o seu pequeno mundo, um mundo que começou a criar ainda em criança, em desenhos espalhados por inúmeros cadernos e também em pequenos bonecos, pouco a pouco transformados em esculturas, devido à influência do tio Jorge e da tia Noémia, "ambos escultores".

"O desenho começou antes de tudo", revela, enquanto volta a tentar pegar numa obra, já há algum tempo adiada, pensada para oferecer à amiga Rita Redshoes e que agora vai ser transformada numa serigrafia.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG