Exclusivo Líderes perigosos

Soubemos nesta semana que Bolsonaro mudou de opinião em relação ao risco que enfrentamos com o coronavírus. Aparentemente, terá ligado a Trump e puseram-se de acordo que, afinal, a coisa é mais perigosa do que eles pensavam. Bolsonaro afirmou há não muito tempo que estávamos perante uma "gripezinha". Trump quis convencer o mundo de que a questão era de temperatura e que, com o calor, a ameaça esfumar-se-ia como que por milagre. A primavera chegou e os Estados Unidos começam a entrar a sério no pesadelo da pandemia. As certezas de ambos desapareceram rapidamente, mas quantas vidas se perderam por causa da estupidez?

As tendências negacionistas de Bolsonaro e de Trump não vêm de hoje. Seja qual for o desafio global que enfrentemos, aí estão eles para negá-lo. Assim o vimos no que toca às alterações climáticas. Que os negacionistas do clima sejam também os da pandemia do coronavírus não é surpreendente. A base comum é a recusa do conhecimento científico, já que lhes serve mais um mundo onde prevaleçam as opiniões. Só assim podem sobreviver como líderes.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG