Novidades para 2021, o ano dos elétricos

Com o reforço da eletrificação como princípio comum a todos os fabricantes de automóveis, assistir-se-á, no ano de 2021, à multiplicação do número de veículos eletrificados nas estradas. A tendência do formato SUV deverá crescer.

2021 será um ano desafiante para a indústria automóvel. Além das pressões ambientais cada vez maiores, os construtores terão de obedecer também às mais exigentes normas de emissões de dióxido de carbono (CO2) por parte da União Europeia, o que propicia a adoção de motorizações elétricas ou híbridas, para não excederem os seus limites de emissões de CO2, sob pena de aplicação de pesadas multas.
Em Portugal, porém, se os elétricos e híbridos plug-in poderão manter o crescimento, as recentes alterações no sistema fiscal, com o agravamento do Imposto Sobre Veículos para os híbridos, deverão tornar estes automóveis menos apelativos, potenciando a manutenção dos modelos com motor exclusivamente de combustão nos segmentos mais baixos. Por outro lado, os SUV continuarão a crescer, havendo ofertas para todos os gostos, dos mais desportivos aos mais aventureiros.

Audi Q4 e-tron

A aposta da Audi nos SUV não abranda em 2021 e um dos mais esperados é o Q4 e-tron, totalmente elétrico, com 4,5 m de comprimento, autonomia em redor dos 450 quilómetros e desenho de vanguarda. Com base na plataforma MEB (a mesma dos VW ID.3), terá uma derivação Sportback de visual mais desportivo. Chegarão ainda os e-tron GT e Q5 Sportback.

BMW iX

A aposta nos elétricos continua em 2021 com o lançamento de modelos como o iX3 (284 CV, bateria de 80 kWh, autonomia de 460 quilómetros e desde 72.600€) e o iX, este último uma abordagem nova, assente na nova plataforma modular do grupo. Com dois motores, terá mais de 370 kW/500 CV e atinge uma autonomia entre carregamentos superior a 600 quilómetros.

Citroën C4/ë-C4

Regresso em força da Citroën aos familiares compactos, com o C4 a apresentar visual diferenciador, próximo ao de um SUV, mas com foco no conforto e nas novas tecnologias. Surgirá com motores a gasolina (100 CV, 130 CV e 155 CV), Diesel (110 CV e 130 CV), além de versão ë-C4 totalmente elétrico com 136 CV e 350 quilómetros de autonomia. Preços a partir dos 21.307€.

Dacia Spring

A marca "low-cost" do Grupo Renault fará a sua estreia nos elétricos com um SUV muito compacto de 3,7 m de comprimento com um motor de 44 CV para uma autonomia que chegará aos 225 quilómetros graças à bateria de 26.8 kWh. No ciclo urbano, pode chegar aos 295 quilómetros de autonomia. O novo Dacia Spring Electric está previsto para a primavera de 2021, com um preço esperado bem abaixo dos 20 mil euros.

Nissan Ariya

Pioneira com o Leaf, a Nissan prepara em 2021 o lançamento do seu novo SUV elétrico, o Ariya, com diferentes versões de potência e autonomia, a par de uma abordagem tecnológica mais avançada. Com 4,6 m de comprimento, terá versões de 217 a 394 CV com baterias entre 63 e 87 kWh, o que lhe permitirá chegar aos 500 quilómetros de autonomia.

Mercedes-EQA/EQB

O primeiro elétrico nos compactos da Mercedes-Benz será o EQA, que terá a mesma plataforma dos Classe A e afins, mas com motorização 100% elétrica e autonomia acima dos 400 quilómetros. Inserindo-se na estratégia de eletrificação da marca alemã, além do EQA, que será apresentado no início de 2021, surgirá depois o EQB, com visual semelhante ao GLB.

Skoda Enyaq iV

A Skoda chega aos elétricos com um SUV médio de 4,6 m de comprimento, já com base na plataforma MEB do Grupo VW, com potências entre os 180 e os 306 CV para autonomia entre os 340 e os 510 quilómetros. Além do visual dinâmico, promete versatilidade interior. Os preços começam nos 34.990€.

CUPRA El-Born

A base é a mesma do VW ID.3, mas o El-Born assume uma aptidão mais desportiva, incorporando os princípios da marca desportiva da SEAT, como a suspensão adaptativa DCC Sport. A marca aponta para uma aceleração de zero aos 50 km/h em 2,9 segundos, com uma bateria de 82 kWh que lhe permite oferecer uma autonomia de 500 quilómetros.

Toyota Yaris Cross>

Inspirando-se na moda dos SUV, a Toyota criou um Yaris mais versátil, acrescentando-lhe o sufixo Cross. Maior do que o modelo de que deriva, tem uma distância ao solo maior em 30 mm, confiando no sistema híbrido do novo Yaris: motor 1.5 de três cilindros associado a motor elétrico de 59 kW para uma potência combinada de 116 CV. Poderá ter versão de tração integral inteligente.

Tesla Model Y

O novo SUV compacto da Tesla é esperado com ansiedade, prevendo-se a sua chegada no verão. Haverá duas versões, uma de maior autonomia, com 505 quilómetros, e outra de maior desportividade, a Performance, capaz de acelerar dos 0-100 km/h em 3,7 segundos e percorrer 480 quilómetros com uma única carga. A bateria de ambos tem uma capacidade de 75 kWh. Preços a partir dos 65.000€ para o Long Range.

Volkswagen ID.4

Depois do ID.3, o ID.4 é o segundo modelo de nova geração com base na plataforma MEB para veículos elétricos. Este SUV compacto conta com uma bateria de 77 kWh que alimenta um motor elétrico no eixo traseiro, com 150 kW de potência (204 CV) e autonomia máxima de 520 quilómetros (WLTP). Os preços arrancam nos 46.260€.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG