Premium Diretor de infecciologia do São João. "A reinfeção por sistema não é plausível"

António Sarmento, diretor do serviço de infecciologia do Hospital de São João, no Porto, desdramatiza possíveis casos de reinfeção pelo novo coronavírus. Mesmo que venham a comprovar-se - e isso está longe de ser um dado adquirido -, tudo indica que serão casos excecionais.

A possibilidade de reinfeção pelo novo coronavírus, que segundo notícias avançadas recentemente terá sido comprovada num doente em Hong Kong, deve merecer a maior prudência. Quem é o diz é António Sarmento, que dirige o serviço de infecciologia do Hospital de São João, no Porto. O médico sublinha que não há neste momento evidência científica que permita concluir com segurança que as pessoas infetadas pelo SARS-CoV-2 podem sofrer reinfeções poucos meses depois.

"Na ciência as coisas só têm validade quando são publicadas sob a forma de artigo científico, disponível para a comunidade científica" (o que ainda não aconteceu neste caso), diz ao DN, sublinhando que "a esmagadora maioria dos artigos" publicados até agora sustentam que as pessoas infetadas uma vez não voltam a ser reinfetadas - "isto desde que começou a doença até agora, no prazo de cinco anos não sabemos".

Ler mais

Mais Notícias