Aconteceu em 2013 - O adeus a Bento XVI

Com 85 anos, o antecessor do Papa Francisco renunciou ao cargo, deixando o mundo perplexo.

A história rezava, salvo raras exceções, que um Papa se mantinha no seu posto até à morte. Mas o dia 28 de fevereiro de 2013 foi "o dia em que o mundo viu este Papa pela última vez", como noticiava o Diário de Notícias na primeira página de 1 de março do mesmo ano. Aos 85 anos, Bento XVI deu as voltas à história surpreendendo o mundo com a renúncia ao cargo para o qual dizia já estar velho. Tornou-se assim o segundo Papa a abdicar depois de Gregório XII, em 1415. Garantiu tratar-se de "um simples peregrino na última etapa da sua peregrinação".

A notícia não deixou ninguém indiferente, com vários líderes políticos de relevo mundial a reagir ao adeus a Bento XVI. O presidente dos EUA Barack Obama lembrou-o com rasgados elogios ao seu trabalho. Também Angela Merkel, a chanceler alemã, recordava este Papa como "um dos pensadores religiosos mais importantes do nosso tempo". Em Itália, o primeiro-ministro Mario Monti confessava-se "muito abalado com a notícia inesperada".

Um pouco por todo o mundo, representantes de várias nações demonstraram o seu respeito e apreço por Bento XVI e pelo trabalho que desenvolveu, esperando ansiosamente para saber quem lhe sucederia: o Papa Francisco, a quem o antecessor jurou "obediência incondicional".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG