Ventura chega-se à frente como líder da oposição

Rui Rio, líder do PSD, ainda é o favorito para o papel (34%), mas o deputado da direita radical (que também é candidato à Presidência da República) está a subir.

André Ventura é uma das figuras em destaque no barómetro da Aximage para o DN, o JN e a TSF: são agora 29% os que o apontam como a principal figura da oposição. Já faz sombra a Rui Rio (34%), mas isso não significa, no entanto, que os portugueses gostem da figura. Aliás, coincidindo com a ascensão do líder do Chega, a avaliação ao conjunto da oposição volta a terreno negativo: 40% dão má nota e apenas 25% dão positiva.

De novembro para dezembro, a oposição cai 22 pontos nas avaliações positivas e sobe seis nas avaliações negativas. Analisando as variações por segmento, encontra-se parte da explicação para esta alteração: há um mês, eram os socialistas os mais satisfeitos com o desempenho da oposição; neste mês, o saldo já é claramente negativo (50% dão nota negativa e apenas 25% dão nota positiva).

Outra curiosidade, ainda quanto aos segmentos partidários, é que agora o saldo é negativo em todos os grupos de eleitores, ou seja, entre todos os que preferem os partidos da oposição. Os mais críticos, ou seja, aqueles em que o saldo negativo é maior, são os eleitores do PAN. Os mais benévolos são os eleitores comunistas (o saldo só é negativo em dois pontos).

Boleia dos Açores

Para quem valorize a célebre ideia do "falem bem ou falem mal, mas falem de mim", André Ventura é claramente o homem do momento. Há um mês estava empatado a 20 pontos com Catarina Martins, agora tem mais nove, deixa a líder do Bloco para trás (16%) e já morde os calcanhares a Rui Rio, que está a escassos cinco pontos. Talvez efeitos da boleia que o líder do PSD deu ao do Chega com o acordo nos Açores e o muito debatido eventual acordo a nível nacional, quando e se o momento chegar.

Ainda que maior fatia aponte a Rui Rio, quase um em cada quatro eleitores sociais-democratas olha para André Ventura como a principal figura da oposição ao governo.

O deputado único e candidato presidencial do Chega é naturalmente considerado a principal figura da oposição pelos seus, mas também é o mais citado entre os eleitores do PAN e da Iniciativa Liberal. Rui Rio é o preferido entre os sociais-democratas (55%), mas também é significativa a fatia dos que apontam para Ventura.

Também os socialistas acham que Rio é a principal figura da oposição (38%). Catarina Martins só vence entre os bloquistas, enquanto Jerónimo de Sousa não consegue esse estatuto nem entre os comunistas, que escolhem o líder do PSD como principal figura da oposição.

Os homens de Rio

Há uma diferença de género significativa no que diz respeito à escolha de Rui Rio como principal figura da oposição: os homens dão-lhe 41%, mais 14 pontos percentuais do que as mulheres. Em todas as restantes figuras o equilíbrio é a norma.

Os pobres de Catarina

Além dos eleitores do Bloco de Esquerda, Catarina Martins só fica à frente de André Ventura como principal figura da oposição num outro segmento da amostra: os portugueses de menores rendimentos, com 24% (mas com um escasso ponto percentual de vantagem sobre o líder do Chega).

rafael@jn.pt

Mais Notícias

Outras Notícias GMG