Filmes para enfrentar a ressaca do 1.º de janeiro

De Julia Roberts a Steve McQueen, nove filmes para ver em casa depois do réveillon. Filmes antirressaca e para começar bem o ano.

A festa neste ano pode não ter sido de arromba mas neste primeiro dia do ano há quem tenha o costume de ver cinema em casa para afugentar a ressaca. Pois bem, propomos uma série de filmes para começar bem 2021, esquecer o terrível 2020 e descobrir obras que tenham fugido no ano passado. Vale mais ou menos tudo, menos o cliché da maratona da trilogia A Ressaca, de Todd Philips, o realizador de Joker, por estes dias bem mais respeitado...

Comer, Orar, Amar
de Ryan Murphy

James Franco, Javier Bardem e Julia Roberts em três andamentos. Baseado no romance de Elizabeth Gilbert sobre uma americana que se divorcia e decide conhecer o mundo. O filme tem falhas evidentes mas pode ser um bom exemplo para quem decide sempre no começo do ano mudar de vida. Dir-se-ia que se trata de um detox para respirar fundo e olhar para 2021 com outro otimismo.

Nova Iorque Fora de Horas
de Martin Scorsese

Começar o ano com um dos filmes do mestre Scorsese menos óbvios. E que filme! After Hours é um hino de amor ao espírito notívago de uma cidade que já não existe, a Nova Iorque dos anos 1980. Tem mulheres que o cinema já não filma, como a personagem de Rosanna Arquette, e um sentido de perigo tão raro hoje. Cura tanto ressacas como apazigua as saudades de uma noitada...

Os Rapazes do Grupo
de Joe Mantello

Um filme sobre uma festa caseira em que todas as verdades vêm ao de cima. Perfeito para as reuniões mais ou menos festivas nestes dias de confinamento. Mantello, nome vivo do teatro, é perfeito a adaptar a peça The Boys in the Band, de Mart Crowley. Um original da Netflix que foi pouco falado no outono passado. Destaque para as interpretações de Zachary Quinto e Jim Parsons.

La Hija de Un Ladrón
de Belén Funes

Está disponível para aluguer na plataforma Filmin um dos dramas espanhóis mais sólidos dos últimos anos. Uma história sobre uma jovem presa ao seu bebé a contas com um pai ausente e uma deficiência auditiva. Banho de realismo de choque espanhol, La Hija de Un Ladrón é protagonizado por Eduard Fernández e Greta Fernández, pai e filha na vida real. Recomendado a quem quer começar o ano com um inédito que não teve estreia comercial entre nós.

Fuga à Meia-Noite
de Martin Brest

No primeiro feriado do ano nada melhor do que rever um clássico dos anos 1980: Robert De Niro a ficar amigo de um contabilista (o eterno Charles Grodin) que foge de assassinos contratados e do FBI. Cruzamento feliz de humor lacónico e suspense de "velha escola", é um filme intemporal de um cineasta que é fã do artista plástico Julião Sarmento.

Primeiro Amor
de Takashi Miike

Takashi Miike é considerado o Tarantino japonês. Neste seu novo thriller, uma história de amor numa Tóquio de polícias corruptos, yakusas e tríades chinesas, há violência a rodos, diálogos pop e música jazz no meio de cenas de perseguição. Insanidade saudável, First Love foi um dos sucessos do MOTELx 2020 e está agora na Filmin logo após ter saído do circuito das salas. Para começar o ano com uma bela novidade...

Romeu + Julieta,
de Baz Luhrmann

O australiano Baz Luhrmann não é um nome consensual, mas quando em 1996 o filme provocou uma onda de simpatia na Berlinale o mundo era menos cínico. Uma adaptação do clássico de Shakespeare passada nos nossos dias com gangues de duas famílias violentas e muita música pop-rock. Justamente hoje nos TVCine podemos todos perceber se envelheceu bem. Pode também servir como "entrada" para o novo biopic de Elvis Presley que Baz tem pronto para o final do ano...

Os Conselhos da Noite
de José Oliveira

Basta carregar num botão do comando televisivo e no clube de vídeo da operadora já se pode dar de caras com esta bela surpresa, Os Conselhos da Noite, viagem por uma noite boémia desta nova Braga. A história de um homem que regressa à sua cidade para morrer mas que acaba por encontrar uma hipótese de renovação. Cinema português independente feito por um bracarense que filma com alma a sua cidade. Para quem tem precisamente falta de uma noite de bar em bar...

Education
de Steve McQueen

O último filme da antologia de Steve McQueen, Small Axe, conjunto de cinco longas sobre a memória de uma geração da comunidade negra em Londres. Hipótese sensata de começar um ano com um objeto cinematográfico com um peso evocativo pungente, neste caso acerca de um menino de origens jamaicanas atirado erradamente para uma escola incompetente destinada a alunos com deficiências mentais. Pode ser descoberto na HBO.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG