Vendas de ligeiros aumentaram 38,8 por cento

A antecipação da procura devido ao aumento da carga fiscal em 2011 levou a este aumento da venda de carros ligeiros. Em Dezembro o aumento foi de 61,9 por cento.

Os dados da Associação Automóvel de Portugal (ACAP) indicam que "no período acumulado de Janeiro a Dezembro de 2010 as vendas [de ligeiros de passageiros] ascenderam a 223.491 unidades, o que representou um crescimento de 38,8 por cento relativamente a igual período do ano anterior".

No último mês de 2010, as vendas de ligeiros de passageiros aumentaram "61,9 por cento em relação a igual mês do ano anterior, tendo sido comercializados 28.142 veículos".

A ACAP justifica este crescimento com "aumento significativo da carga fiscal em 2011", o que levou a uma antecipação da procura no final de 2010. A "extinção do programa de incentivos ao abate de veículos em fim de vida para veículos não exclusivamente elétricos", o "aumento da taxa normal de IVA de 21 para 23 por cento" e o "aumento do Imposto Sobre Veículos (ISV) e do Imposto Único de Circulação (IUC), bem com o "aumento da tributação autónoma em sede de IRC" são algumas das medidas que, segundo a ACAP, levaram a uma antecipação das compras.

Comerciais

Em 2010, o mercado de comerciais ligeiros cresceu 17,4 por cento em relação ao ano anterior, "o que corresponde a um total de 45.671 unidades comercializadas" em Portugal. Em Dezembro, as vendas de comerciais ligeiros aumentaram 25,7 por cento face a mesmo mês do ano anterior, tendo sido vendidos 5.765 veículos.

Veículos pesados

No que respeita aos veículos pesados, registou-se um crescimento de 53,4 por cento em Dezembro que, segundo a ACAP, "está associado ao facto das vendas registadas no mês homólogo do ano anterior, e que servem de base à actual comparação, terem sido anormalmente baixas". De Janeiro a Dezembro de 2010, as vendas de veículos pesados atingiram 3.599 unidades, tendo-se verificado uma diminuição de 6,3 por cento relativamente ao período homólogo do ano anterior.

Mais Notícias