Venda de automóveis caiu 38% em Portugal no ano passado

A venda de automóveis em Portugal caiu 38% em 2012, em relação ao ano anterior. Na Europa a queda é de 8,2%. No total, foram registados no ano passado pouco mais de 12 milhões de automóveis, de acordo com os dados publicados hoje pela Associação Europeia de Fabricantes de Automóveis.

Segundo os dados publicados hoje pela associação, as quebras nas vendas são mais acentuados nos países mais afetados pela crise, como Grécia, Itália e Portugal, com uma diminuição de matrículas novas na ordem dos 40%, 20% e 37,9%, respetivamente. Em Portugal, no ano passado, venderam-se 95 290 automóveis (em 2011 tinham sido 153 404).

No ano passado, as vendas caíram em todos os grandes mercados europeus, com exceção do Reino Unido, onde se regista uma subida de 5,3%, até às 1,9 milhões de unidades vendidas. Este é, assim, o terceiro país com mais automóveis novos em 2012, a seguir à Alemanha (3,2 milhões de unidades, apesar da queda de 3% nas vendas) e da França (2,2 milhões de automóveis, com uma quebra de 13,9%).

A situação foi piorando ao longo do ano. Em dezembro, a procura por novos veículosna Europa caíu 16,3% em relação ao mês homólogo de 2011, com apenas 799 407 novos automóveis.

Desde julho, os fabricantes anunciaram o encerramento de cinco fábricas e a extinção de 30 mil postos de trabalho na Europa, como vai acontecer na Renault, e na Pegeout Citroen.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG