UGT participa em reunião com diretora-geral do FMI

O secretário-geral da UGT, João Proença, vai ter oportunidade de discutir a situação económica de Portugal com a diretora-geral do FMI em Fevereiro, em washington, no âmbito de uma reunião com a Confederação Sindical Internacional (CSI).

João Proença desloca-se à capital norte-americana para participar num seminário promovido pela CSI entre 12 e 15 de fevereiro sobre a crise internacional e os países intervencionados financeiramente.

O seminário da CSI, onde a UGT é filiada, contará com a participação de representantes do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do Banco Mundial.

Em paralelo aos trabalhos, no dia 12, ocorrerá uma reunião entre Christine Lagarde e uma delegação da CSI, que integrará João Proença.

O secretário-geral da UGT disse à agência Lusa que esta "será uma oportunidade para trocar algumas impressões com Christine Lagarde" sobre a situação portuguesa.

O último dia do seminário, dia 15, será dedicado a uma discussão mais restrita, com a presença de um elemento de cada delegação sindical, cabendo a João Proença apresentar a situação de Portugal como um caso de estudo, que será comentado por um representante do FMI.

Neste encontro será apresentado outro caso de estudo: a Roménia.

Nos dias 12, 13 e 14 João Proença participará no seminário alargado com o presidente do Sindicato dos Bancários do Sul, Rui Riso, e o presidente do Sindicato dos Bancários do Centro, Carlos silva, que é candidato a secretário-geral da UGT.

Mais Notícias