Trabalhadores da EDP e REN iniciam negociações salariais

Os trabalhadores da EDP e da REN iniciam hoje as negociações salariais com as respetivas empresas para 2013, sendo que a proposta dos sindicatos é um aumento de 5,3%, por considerarem que o setor não está em crise.

Na reunião formal plenária de segunda-feira, sobre a revisão do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT), foi alcançado um acordo sobre o protocolo negocial da tabela salarial para este ano, sendo que a Fiequimetal (Federação Intersindical das Indústrias Metalúrgicas, Químicas e Elétricas) lamentou a ausência de um representante da REN.

"Alcançar melhores salários em 2013 e defender os direitos foram objetivos centrais definidos no plenário de delegados sindicais das empresas dos grupos EDP e REN, que aprovaram uma resposta comum às administrações", refere o comunicado.

Em dezembro, o plenário tinha aprovado uma proposta de atualização da tabela salarial em 5,3%, justificada por não haver crise nas elétricas e de haver um "ataque aos trabalhadores que visa apenas beneficiar os acionistas e os administradores".

Outras Notícias GMG