Secretários de Estado do Tesouro e dos Transportes ouvidos amanhã na AR

O presidente da comissão parlamentar de Economia e Obras Públicas afirmou hoje que vai agendar para o final das votações no Parlamento, na sexta-feira, a audição da secretária de Estado do Tesouro e do secretário de Estado dos Transportes.

Os dois governantes deviam ter sido ouvidos esta terça-feira em audição após um requerimento do PS e outro do PSD sobre o processo de privatização da TAP, mas Maria Luís Albuquerque alegou falta de disponibilidade de agenda para comparecer à audição e Sérgio Monteiro, secretário de Estado das Obras Públicas, Transportes e Comunicações, pediu para ser ouvido no mesmo dia que a secretária de Estado do Tesouro.

Maria Luís Albuquerque foi por várias vezes confrontada pelo PS com a sua ausência no debate desta quarta-feira sobre as alterações à legislação que regula o Setor Público Empresarial que o Governo pretende fazer, mas disse no final de quarta-feira que não tinha disponibilidade de agenda, que no final do ano a agenda estava muito preenchida e que o debate desse dia já estava marcado há mais tempo.

No entanto, no seguimento do anúncio hoje pelo Governo que não aceitou a oferta do Grupo Synergy, a governante disponibilizou-se para ir ao Parlamento na sexta-feira.

"O Governo decidiu hoje não aceitar a proposta apresentada para a adjudicação da TAP", anunciou Marques Guedes, secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros.

Na conferência de imprensa, o secretário de Estado dos Transportes, Sérgio Monteiro, e a secretária de Estado do Tesouro, Maria Luís Albuquerque, explicaram o motivo da decisão.

Maria Luís Albuquerque indicou também que já tinha dado conta ao Parlamento que tem disponibilidade para ser ouvida pela comissão de economia e obras pública, algo que o gabinete da secretária de Estado dos Assuntos Parlamentares já tinha informado Luís Campos Ferreira.

"O Gabinete da secretária de Estado dos Assuntos Parlamentares e da Igualdade informou hoje o presidente da Comissão de Economia e Obras Públicas, Luís Campos Ferreira, da disponibilidade da secretária de Estado do Tesouro e do secretário das Obras Públicas, Transportes e Comunicações para prestar todos os esclarecimentos sobre o processo de privatização da TAP, amanhã [sexta-feira], dia 21 de dezembro", lê-se na nota do gabinete da secretária de Estado dos Assuntos Parlamentares.

A reunião será então marcada para o final das votações parlamentares de sexta-feira, que começam pelas 12:00 e podem demorar várias horas uma vez que o Parlamento vai votar na próxima sexta-feira cerca de 250 propostas de alteração do PCP à reorganização das freguesias, numa maratona que se estenderá durante várias horas.

Mais Notícias