Redução da TSU será discutida nas avaliações do programa

O chefe da missão da Comissão Europeia para Portugal no âmbito do acordo com a 'troika', Juergen Kroeger, afirmou hoje que a redução da Taxa Social Única (TSU) "será discutida" durante as avaliações trimestrais do memorando de entendimento.

Hossein Samiei, do Fundo Monetário Internacional (FMI), disse ter a expetativa de que o Governo possa voltar à proposta de reduzir a taxa social única (a contribuição das empresas para a Segurança Social), durante o "Workshop sobre reformas estruturais", promovido pelo Governo hoje em Lisboa.

Esta medida estava inicialmente prevista pelo Executivo português. O Governo acabou, contudo, por recuar, considerando que não havia margem orçamental para reduzir os impostos.

"Esse ponto foi adiado, hoje voltou a ser falado", disse Kroeger aos jornalistas.

"O que é condição fundamental é o aumento da competitividade. Isso pode ser atingido de mais do que uma maneira", acrescentou o eurofuncionário. "O alargamento dos dias de trabalho permite mais competitividade."

Terminou hoje no liceu Pedro Nunes, em Lisboa, o "workshop sobre reformas estruturais", que durou três dias. Na assistência estiveram membros do Governo, funcionários dos ministérios, académicos e altos quadros do setor privado. Também presentes estiveram membros da 'troika' - Comissão Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG