Portagens em mais 15 troços de auto-estrada

O Governo prepara-se para criar portagens em mais 15 troços de auto-estradas em Portugal, incluindo a A16, próximo de Sintra, e várias na região Norte.

A opção de aumentar as zonas de utilizador/pagador foi já comunicada à 'troika', adianta esta noite a TVI. O canal de televisão cita ainda fonte do Governo garantindo que esta decisão não está fechada, sendo possível haver recuos caso alguma folga orçamental o permita.

Este documento está classificado como privado e confidencial, mas a TVI teve acesso ao texto.

No plano atual, segundo a TVI, as cidades de Viana, Maia, Aveiro e Porto estão entre as mais afetadas pelas novas medidas.

Ainda segundo o canal de televisão, entre os troços que surgem como devendo passar a ser pagos estão Aveiro-Barra (na A25) e Miramar-Maceda (na A29) com três novos pórticos. Haverá também três novos pórticos na ligação a Ponte de Lima, dois que ainda eram gratuitos na A28 em direção ao Porto, e 2 na ligação a Caminha.

No mesmo documento lê-se que na concessão Grande Porto, o troço de Lousada na A42 também passa a ser pago.

Há ainda novas portagens na ligação Longra-Felgueiras, na A16 entre Alcabideche e Linhó e ainda no troço Ranholas-Lourel.

O documento prevê ainda a reintrodução de portagens na A3, entre o Porto e a Maia, segundo a TVI.

O Governo admite à troika que espera encaixar com as portagens entre 45 e 70 milhões de euros. É mais do dobro esperado com a redução das taxas internas de rentabilidade dos concessionários, que até agora baixaram 12 milhões de euros. No melhor cenário, o Governo admite chegar a um corte de 35 milhões.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG