Países em dificuldade devem assumir erros, diz Barroso

O presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, afirmou hoje, em Viena, que os Estados-membros que enfrentam crises financeiras não devem culpar os outros pelos seus problemas e apelou à solidariedade das economias mais fortes.

"Os países que enfrentam dificuldades pelos erros do setor financeiro devem mostrar mais responsabilidade, devem mostram que levam a sério a análise e correção dos erros, sem culpar os outros", disse José Manuel Durão Barroso, numa conferência de imprensa conjunta com o chanceler austríaco, Werner Faymann.Durão Barroso sublinhou que é uma preocupação o fosso cada vez maior entre os países do norte e do sul da União Europeia e apelou a que se abandonem os estereótipos e a uma maior solidariedade entre Estados-membros. "Em tempos de crise, há o risco de sobrevalorizar os preconceitos e os estereótipos, o que é um risco", acrescentou o líder do executivo comunitário, sublinhando que a história está cheia de lições sobre este problema.Durão Barroso deixou ainda um apelo aos países com economias mais sólidas, para que mostrem solidariedade para com os outros, para que "estendam a mão, no melhor espírito da solidariedade europeia"."É do seu interesse próprio, os países com mais êxito precisam do mercado interno. Estamos todos ligados", lembrou.Apelando a que se evitem "nacionalismos, no mau sentido da palavra", Durão Barroso salientou ser "injusto tentar estigmatizar parte da Europa".Todos os países tiveram grandes momentos e enfrentaram dificuldades na sua história, reiterou.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG