OCDE anticipa quebra da actividade económica em Portugal na segunda metade do ano

A actividade económica em Portugal deverá começar a entrar em terreno recessivo na segunda metade do ano, sinais reforçados pelo segundo mês de valores negativos no indicador compósito calculado pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE).

Os indicadores compósitos calculados pela OCDE, que antecipam pontos de viragem na tendência da atividade económica num prazo a rondar um semestre, apontam para uma quebra na evolução mensal pelo segundo mês consecutivo, em Fevereiro e Março.

Nos dados mais recentes, relativos a Março, a quebra é mais elevada, 0,18 por cento face a Fevereiro, que já registava uma quebra de 0,04 por cento.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG