Itália vai propor forte redução de taxa para remessas de migrantes

A Itália vai propor na Cimeira do G8 reduzir fortemente as taxas bancárias sobre as remessas de rendimentos do trabalho dos imigrantes para os países de origem, anunciou hoje o chefe da diplomacia italiana, Franco Frattini.

"Nós libertaremos assim cada ano 13 mil milhões de dólares de recursos (com destino a África). Esta proposta será adoptada em associação com os países africanos", declarou Frattini numa entrevista ao jornal italiano La Stampa.

"Nós também proporemos uma "de-tax" (um sistema de desagravamento fiscal) que permitirá a cada consumidor afectar uma parte do IVA a um projecto determinado", revelou o ministro, que não precisou mais pormenores sobre esta medida.

No terceiro dia da Cimeira, "vamo-nos encontrar todos em conjunto com a África com a qual debateremos o ambiente, a ajuda (internacional), o comércio. Haverá 90 por cento do PIB mundial representado", indicou o ministro.

A Cimeira do G8 em L'Aquila, no centro de Itália, vai reunir entre 8 e 10 de Julho os chefes de Estado e ou de governo de 29 países, bem como dirigentes de 11 organizações económicas e financeiras mundiais.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG