Investimento privado em Sines será acompanhado

O primeiro ministro garantiu hoje aos investidores privados, na inauguração de uma nova nave industrial em Sines, que todos os investimentos que fizerem neste âmbito serão acompanhados por investimentos públicos.

Sócrates, que falava na cerimónia de inauguração de uma nova nave industrial do porto de Sines, garantiu que os investimentos públicos previstos para a zona, nomeadamente, a ligação da autoestrada Sines - Beja, bem como as ligações ferroviárias que ligam Sines ao Poceirão e depois, Poceirão até Madrid, serão mesmo para fazer.

'Quero garantir aos investidores em Sines que o investimento público vai acompanhar o investimento privado', disse José Sócrates, acrescentando que 'ligar Sines ao resto do país é absolutamente prioritário' para o Governo e para a economia nacional.

José Sócrates deixou ainda uma mensagem aos empresários que ainda não estão presente em Sines de que 'este é o momento para investir [em Sines]'. 'Nós acompanharemos esse investimento', repetiu o governante.

Por outro lado, o primeiro ministro deixou uma palavra de felicitações aos empresários, à administração do porto e à Câmara Municipal de Sines pelo trabalhado realizado na zona. 'Sines está a mexer. Sente-se aqui dinamismo, eu diria até entusiasmo, para puxar isto para a frente', disse Sócrates.

O governante recordou ainda um dado deixado pela presidente do conselho de administração do porto de Sines, segundo o qual o movimento de contentores no porto tinha crescido 71 por cento no primeiro semestre. 'Isto é o que eu chamo um bom trabalho que não acontece por acaso", enalteceu o chefe do Governo.

Sobre o porto de Sines, José Sócrates sublinhou que este é ainda mais importante para Portugal na medida em que é um país 'excêntrico na Europa, mas cêntrico na economia global', já que pode ser 'um ponto para África e para a América do Sul'.

'Se há uma infraestrutura que fala disso [da importância da logística e dos transportes] como nenhuma outro, é o porto de Sines', acrescentou o primeiro ministro.

'A PSA investiu no novo cais e isso vai permitir que, em pouco tempo, Sines seja um dos poucos portos capaz de receber dois navios gigantes ao mesmo tempo", concluiu José Sócrates.

O primeiro ministro e o ministro das Obras Públicas estão hoje em Sines, um dia que Sócrates considerou 'histórico' para o arranque da plataforma logística do porto marítimo, numa altura em que o Governo está focado, juntamente com os privados, em aproveitar todas as potencialidades da infraestrutura.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG