FMI aconselha Governo a taxar subsídio de maternidade

O FMI aconselha o Governo português a começar a tributar alguns benefícios sociais, como o subsídio de maternidade.

No mesmo documento preparado por uma equipa do FMI como apoio à consulta periódica, o Executivo de Passos Coelho é aconselhado a reduzir a despesa fiscal com educação, saúde e habitação e que reavalie a taxa máxima do IRS, já que é uma das mais altas da Europa e pode ser um incentivo à evasão fiscal.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG