Fábrica subsidiada pelo Estado foi deixada ao abandono

Custou 10,5 milhões e é uma das mais modernas fábricas do género em toda a Europa, mas está fechada há dois anos e nunca foi além de 50 dos 400 empregos prometidos.

Há quatro anos foi apresentada como uma das mais modernas fábricas a instalar-se em Portugal e prometia criar 400 postos de trabalho - mas o investimento de 10,5 milhões de euros da Rodman, de onde deviam sair 300 iates por ano, está hoje praticamente abandonado no parque empresarial de Valença, no distrito de Viana do Castelo.

Leia mais no e-paper do DN.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG