"Vamos demorar 15 a 20 anos a reduzir a dívida"

"Vamos demorar 15 a 20 anos a regressar a padrões aceitáveis na nossa dívida pública", disse Pedro Passos Coelho numa fábrica onde teve de entrar pelas traseiras para evitar uma manifestação.

De acordo com o primeiro-ministro, que falou aos operários da fábrica de chocolates Imperial, em Vila do Conde, a tarefa de regresso aos mercados será difícil, mas depois disso o Governo terá de continuar a controlar e a reduzir o nível de dívida para um patamar "aceitável".

Se o país crescer, essa tarefa será mais fácil, mas se a estagnação e a recessão continuarem, a tarefa será muito complicada, implicando novas vagas de austeridade.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG